WikiLeaks descrevem luta da Apple contra falsificadores asiáticos

De acordo com uma reportagem da CNN, documentos vazados pelo WikiLeaks mostram que a Apple luta contra falsificadores asiáticos de iGadgets desde 2008.

A Maçã teria contratado uma equipe de segurança que trabalhara anteriormente para a Pfizer, obtendo sucesso ao desarmar um esquema de falsificação de Viagra na Ásia. Ainda segundo os documentos, Don Shruhan, diretor da equipe de segurança da Apple, teria ficado impressionado com a quantidade de produtos falsificados saindo da China e com a inexperiência da Maçã em lidar com autoridades chinesas.

Para combater os falsificadores, Shruhan sugeriu à Apple “pequenos ataques” às redes de varejo (provedoras de produtos falsos), pois assim a empresa manteria os holofotes distantes. John Theriault, um ex-agente do FBI que trabalhou na equipe de segurança da Pfizer e se tornou chefe da equipe da Maçã, teria sintetizado os planos para Steve Jobs.

Os documentos também mostram os esforços da empresa, que solicitou a ajuda do governo chinês para agir contra fábricas e fornecedores de produtos falsificados da Apple. Contudo, um outro documento de 2009 mostrou que o governo se recusou a intervir em uma fábrica de notebooks falsificados da Maçã, alegando que tal ação ameaçaria os empregos locais.

Como podemos ver, não é de hoje que a Apple luta contra esse tipo de ação. Recentemente até lojas da Apple foram alvo de falsificações — que não se restringiu a Ásia, já que duas delas foram encontradas em Nova York.

Em fevereiro, autoridades da cidade de Los Angeles confiscaram mais de US$10 milhões em produtos falsificados — incluindo iPhones e iPods, que teriam sido enviados da Ásia. “Os produtos teriam uma aparência bem autêntica”, disse Ron Boyd, chefe da polícia.

(Fonte: MacMagazine)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia