Steve Wozniak fala sobre Jobs e o que espera do futuro da Apple

Enquanto esperava ontem na fila para comprar um iPhone 4S, Steve Wozniak, um dos cofundadores da Apple, falou sobre a morte de Steve Jobs e o futuro da maçã.

Woz, como é conhecido, chamou a atenção de quem passava pela loja da empresa em Los Gatos, na Califórnia. Ele e milhares de pessoas em todo o mundo fizeram fila na sexta-feira para comprar o novo smartphone da Apple.

Em um vídeo gravado pelo site TechCrunch, Wozniak fala que a morte de Jobs não foi exatamente inesperada, pois ele estava mal há muito tempo, mas o deixou arrasado.  “No último telefonema que tivemos, ele me disse que não tinha muito tempo para viver”, conta Woz. Na época,  ele disse que não sabia que Jobs estava sendo tão literal.

A última conversa entre os dois cofundadores teria sido amena, com Jobs brincando sobre Woz voltar para a empresa, dizendo que ele próprio não era uma pessoa muito técnica, e Wozniak dizendo que o amigo era incrível no que fazia.

Ao ser perguntado sobre o futuro da Apple, Steve Wozniak disse que espera  “que eles possam deixar uma mente em controle” para não complicar os produtos, mantê-los simples e bonitos. “Espero que a Apple não vá pelo mesmo caminho da Sony”, disse Woz.

Para ele, Jobs deixou a empresa bem encaminhada para um futuro próximo – embora a última apresentação, do iPhone 4 S, tenha deixado o executivo alarmado. “Tenho um pouco de medo, porque na última apresentação mencionaram os processadores dual-core. E Steve era ligado em coisas humanas, não técnicas. Me incomodou ouvir”, disse Wozniak.

Vale lembrar que Jobs chegou, sim, a falar sobre processadores dual-core durante o keynote do iPad2.

Sobre a nova sede da empresa, um prédio futurístico em forma de disco, Woz disse que é “o edifício mais incrível já planejado”.

(Fonte: Info Exame)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia