Problemas de superaquecimento no Novo iPad

Mal chegou às lojas, o novo iPad já enfrenta reclamações dos usuários. Desta vez, consumidores alegam que o tablet superaquece.

O problema estaria localizado na bateria do novo iPad, que possui dimensões maiores que as encontradas nas versões anteriores do tablet, que auxilia no abastecimento de energia para a nova tela de retina, o que causaria o superaquecimento em poucos minutos de uso.

Segundo usuários, que reclamaram em fóruns de discussão da Apple, o canto inferior esquerdo do corpo do novo iPad ficaria muito quente em pouco tempo de uso. O local abriga a nova bateria do tablet.

Alguns consumidores apontam que o tablet fica morno, mas alguns afirmam que a temperatura chega a impossibilitar segurar o tablet no colo ou pelas mãos. Em outros casos o novo iPad chegou a desligar sozinho após superaquecer.

Outro problema estaria no uso do novo iPad à luz do sol. Usuários relatam que utilizar o tablet nessas condições faz com que o aparelho fique com a tela preta e exiba uma mensagem de que precisa esfriar para ser utilizado.

De acordo com o site CNET, um dos motivos seria a falta de um dissipador de calor no tablet. Funcionários de lojas da Apple nos Estados Unidos confirmaram que o novo iPad esquenta mais do que as versões anteriores. Procurada pela publicação, a Apple não comentou os problemas com o superaquecimento do tablet.

O novo iPad foi lançado no dia 7 de março e iniciou suas vendas em 10 países na última sexta-feira (16). Além da tela de retina, o tablet também possui uma nova câmera de 5MP com suporte a gravação de vídeos em Full HD (1080p), suporte a redes 4G (LTE), 1GB de RAM e processador A5X com quatro núcleos gráficos.

No dia 23 o tablet estreia em outros 26 países. O Brasil, por enquanto, ainda não tem data de lançamento confirmada. Nos Estados Unidos o novo iPad custará entre US$ 499 (versão 16GB Wi-Fi) e US$ 829 (versão 4G de 64GB).

(Fonte: Info Exame)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia