Nova versão do navegador desenvolvido pela Mozilla – Firefox 5

A Mozilla prometeu, no começo de 2011, acelerar o desenvolvimento do Firefox. E cumpriu a promessa ao lançar o Firefox 5. Mas quem o baixa, no entanto, não vê diferença nenhuma em relação ao antecessor, o Firefox 4.

Tem um motivo: as poucas novidades estão no código-fonte do software, ou seja, não soltam aos olhos – como uma mudança na interface, por exemplo.

Mas as mudanças, apesar de não visíveis, são importantes. As principais delas, por exemplo, deixaram o motor do navegador mais esperto: o Firefox 5 é mais e mais estável e rápido no processamento e carregamento das páginas web (inclusive daquelas que já usam os padrões do HTML5) quando é comparado com o Firefox 4.

Além de deixar o navegador mais rápido, as evoluções no motor tornaram o software mais compatível com alguns padrões. Agora, o Firefox 5 suporta CSS 3 com animações – que, inclusive, podem se mover  por toda tela do Firefox. A tecnologia Canvas do software está mais rápida, também.

O Firefox 5 traz ainda boas notícias pra quem curte privacidade na web. Agora, o browser oferece um recurso pra evitar que os sites rastreiem os passos do usuário durante a navegação. Por padrão, a ferramenta vem desabilitada, mas ativá-la é bem fácil: basta ir na aba Privacidade, que fica dentro das Opções do programa, e ticar na opção correspondente.

Os engenheiros melhoraram o código herdado do Firefox 4 e que equipa o Firefox 5. Foram mais ou menos mil correções. Com essa iniciativa, o novo Firefox chega melhor do que o antecessor – e a Mozilla não repete o fiasco da evolução da versão 3.5 , que era lenta e cheia de bugs quando comparada à versão 3.

O cuidado e a agilidade para soltar o Firefox 5 não são à toa. Elas mostram que a Mozilla tenta não errar mais e, claro, se redimir e apagar da memória dos usuários os quase dois anos que precisou para produzir o Firefox 4.

[wpfilebase tag=file id=65 tpl=filebrowser]

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia