Motorola faz primeiro estrago no Google

Os investidores não gostaram nem um pouco da compra da Motorola Mobility pelo Google. A companhia foi rebaixada pela Standard & Poor’s.

Scott Kessler, analista da agência de classificação de risco, mudou a recomendação das ações, que antes era de compra, para venda. Também refez a previsão de valor para daqui um ano, de US$ 700 para US$ 500 por ação, de acordo com o The Wall Street Journal. O blog MarketBeat reproduziu a explicação de Kessler:

“Ao rever os planos do Google de comprar a Motorola Mobility, vemos um risco maior para a empresa e sua carteira de ações. Esperamos que a transação seja concretizada no próximo ano, mas não no início de 2012, como o Google indicou. Além disso, apesar de a Motorola Mobility ter um portfólio extenso e valioso de patentes, não estamos certos de que isso protegerá o Android de problemas com propriedade intelectual. Também acreditamos que a compra da Motorola Mobility vai ter impacto negativo no crescimento do Google.”

A companhia tem sofrido forte pressão dos investidores no último mês, mesmo antes de a aquisição ser anunciada. No dia 26 de julho, quando o Google+ tinha um mês de vida, o valor da ação bateu em US$ 623, valor mais alto desde janeiro. Depois disso, no entanto, começou a despencar . Dia 17 de agosto, bateu em US$ 534 – uma baixa nada desprezível, que segue uma curva que se acentuou depois da compra da Motorola.

Como já foi dito aqui no blog, os contratempos da aquisição são muitos. A Standard & Poor’s tem razão ao dizer que, embora o portfólio de patentes da Motorola seja excelente, talvez não dê conta de salvar o Android da briga. Apple e Microsoft têm comprado todas as patentes que conseguem e têm processado parceiros do Google. Mesmo sabendo de todas as dificuldades que podem vir no futuro, talvez Larry Page não tivesse outra escolha. Salvar o Android é apenas um dos problemas que terá pela frente.

(Fonte: Info Exame)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia