Morte de Steve Jobs pode dar oportunidade aos rivais

A morte de Steve Jobs, fundador da Apple, pode gerar um grande impacto à empresa, dando aos rivais a chance de ganhar mercado. O espírito criativo e inovador do fundador da companhia estava intimamente ligado à fortuna da empresa e, por isso, qualquer notícia sobre sua vida pode influenciar na economia da Apple.

Nesta quinta-feira (6/10), um dia após a morte de Jobs, as ações da empresa começaram o dia em queda. Na abertura dos pregões norte-americanos, os papéis tiveram baixa de 0,36% e estavam cotados a US$ 376,80. No entanto, a partir das 12h (horário de Brasília), as ações começaram a subir. No momento de publicação dessa matéria (13h25), as ações estavam cotadas a US$ 381,56.

Em entrevista à Reuters, o analista Neil Mawston, da Strategy Analytics, disse que a trágica morte do líder da Apple e a resposta do público em relação ao novo modelo do iPhone, o iPhone 4S, podem impor desafios à companhia nos próximos meses. De acordo com Mawston, os olhos da indústria se voltarão para o iPad 3. “Todos querem saber se a Apple pode continuar com o impressionante legado de inovação criado por Steve Jobs”, comentou.

Para os analistas, um dos sinais de que a concorrência está pressionando a empresa de Jobs e que o cenário pode se intensificar daqui para frente é a chegada do Kindle Fire. A Amazon lançou o tablet a um preço acessível (US$ 199), e esta pode ser uma séria ameaça ao iPad. “A Apple está enfrentando uma tempestade, não somente de uma empresa, mas uma série de rivais que estão tentando vencê-la, incluindo as maiores fabricantes do planeta”, disse Ben Wood, chefe da consultoria CCS Insight.

A chance da Samsung

Para os analistas, a Samsung é uma das companhias que pode oferecer algo excitante e novo para o mercado, justamente por contar com o Android do Google. A fabricante sul-coreana é a concorrente mais próxima da Apple no mercado de mobilidade. As duas companhias estão brigando pela liderança no mercado de smartphones depois de terem ultrapassado a Nokia, líder mundial durante 14 anos.

No entanto, a Apple também é a maior cliente da Samsung por meio da venda de chips de celulares e telas de exibição. A relação e a rivalidade têm ajudado a Samsung a se tornar uma marca valiosa ao mesmo tempo em que produz tensões. As fabricantes já se processaram mutuamente em dez países e em mais de 20 casos diferentes. Na última ação movida contra a Apple, a Samsung acusa a companhia de violar suas patentes no iPhone 4S.

Em um comunicado oficial, o presidente-executivo da Samsung, G.S Choi, disse que Steve Jobs apresentou à indústria de TI muitas mudanças revolucionárias, além de ser um grande empresário. Fora ele, presidentes-executivos das companhias concorrentes como Amazon, Google, Nokia e Sony lamentaram a morte de Jobs em sinal de respeito a um dos maiores ídolos do Vale do Silício.

(Fonte: Olhardigital)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia