Microsoft declara que PCs saem de fábricas com vírus

Pesquisadores chineses da Microsoft descobriram que alguns computadores com sistema operacional Windows estariam saindo das fábricas com vírus. Segundo o jornal The Guardian, funcionários da empresa na China compraram vinte aparelhos e encontraram malwares em quatro deles.

Os computadores infectados fazem parte de uma botnet – rede zumbi, permitindo com que os criminosos controlem as máquinas infectadas. O mesmo malware, chamado Nitol, também foi visto em máquinas dos Estados Unidos, Rússia, Austrália e Alemanha. Além disso, outros vírus descobertos pela empresa ativavam remotamente os microfones e câmeras dos aparelhos.

De acordo com investigação da empresa, fábricas de computadores e varejistas menos respeitáveis inserem os softwares pirateados – e até mesmo malwares – antes da venda, muitas vezes para baratear os custos. A Microsoft trabalha arduamente para ligar os pontos e achar a origem da pirataria em mercados menos regulados pelo governo, por exemplo na China.

De acordo com a Microsoft, a origem do Nitol e outros 500 tipos de malwares possuem relação com o domínio 3322.org, do empresário chinês Peng Yong . Segundo a empresa, o domínio é o maior reservatório de vírus que os funcionários da Microsoft já encontraram. A Microsoft está movendo uma ação judicial contra o domínio na corte de Virgínia, nos Estados Unidos. O empresário chinês alega que não tolera conduta imprópria no domínio.

(Fonte: Info Exame)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia