Há mais de mil vírus para MacOS

Talvez você já tenha ouvido falar de um dono orgulhoso de Macintosh que as máquinas da Apple são melhores que as da concorrência não só por causa de seu design e de sua inovação, mas porque elas são imunes a vírus. Desde 2006 usuários de Mac estão expostos a códigos e programas maliciosos tanto quanto os donos de PC. Mas há 5 anos esses vírus eram fracos, não se espalhavam pela internet. Até 2011. Em maio, surgiu o MacDefender, que finge ser um antivírus. Ele invade o Mac quando o usuário abre um arquivo contaminado, geralmente baixado da internet. E pede que a vítima pague US$ 60 se quiser desinfetar o computador - um golpe. O Defender gerou os filhotes Protector, Security e Guard. Depois, a Apple reagiu distribuindo uma atualização do Mac OS para conter a praga.

Há cerca de mil vírus para MacOS”, afirmou Carole Theriault, consultora de segurança sênior da Sophos. “E definitivamente vemos um risco de esse número aumentar, porque a fatia de mercado da Apple está subindo. Quanto mais Macs, mais interessante eles ficam para os criminosos”.

Já um porta-voz da Intego informou que a empresa conhece “milhares” de códigos maliciosos, pertencentes a “dúzias” de ameaças diferentes – é normal que um vírus seja apenas uma variação de outros códigos. “Novas ameaças são descobertas toda semana. Além do crescimento do mercado da Apple, muitos usuários de Mac não estão familiarizados com as ameaças de segurança que os usuários de Windows têm enfrentado por muitos anos, o que os torna mais vulneráveis”.

“Quase todos os vírus são criados por cibercriminosos com um objetivo: fazer dinheiro”, disse a Intego.

No entanto, o MacOS X é uma plataforma madura, cujo interesse dos criminosos apareceu recentemente. Já existe um software de segurança gratuito, da Sophos. Antes, existia apenas o ClamAV, que é um antivírus de código aberto e multiplataforma – mas ele tem mais tradição em servidores do que no uso de computadores comuns. Com um mercado de vírus e antivírus se assemelhando cada vez mais ao Windows – e muitos usuários migrados para cair nos mesmos golpes -, será que os Macs vão se mostrar mais resistentes aos ataques?

Enquanto a Apple inclui um antivírus rudimentar em seu sistema, a Microsoft inclui o Windows Defender nos Windows Vista e 7, e começou a enviar pelo Windows Update o seu antivírus gratuito, o Security Essentials, que funcione como uma solução completa de segurança. Se a Apple quer agir, é provável que esse seja o momento. Porém, nesse caso, seria preciso admitir que existe um problema.

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia