Explosão em fábrica da Foxconn vai reduzir produção do iPad 2, prevê pesquisa

Projeções da IHS são de que, no segundo trimestre deste ano, cerca de 500 mil unidades do tablet não serão entregues no mercado

ipad 2

Na última sexta-feira, 24/5, a explosão em uma fábrica da Foxconn na China resultou na morte de 3 trabalhadores e deixou outras 15 pessoas feridas. E, segundo a empresa de pesquisas IHS iSuppli, o problema também deve ter um impacto significativo na produção de um dos principais itens fabricados na unidade: o iPad 2, da Apple.

A IHS prevê que, por conta da explosão, cerca de 500 mil unidades do iPad 2 não serão entregues no mercado mundial no segundo trimestre deste ano. O volume equivale a um mês de produção na fábrica afetada. Para chegar a esse número, a empresa de pesquisas levou em conta a perspectiva de que a fabricação fique parada até o final de junho, por conta das investigações.

“Caso a suspensão da produção continue por mais tempo, o impacto poderia ser ainda maior”, prevê o relatório. A Foxconn, no entanto, garante que o problema não deve afetar a entrega de equipamentos no mercado mundial.

As perspectivas iniciais eram de que a Foxconn produzisse entre 7,8 milhões e 8,1 milhões de equipamentos durante o segundo trimestre deste ano. No entanto, por conta da interrupção na produção, a iSuppli prevê que esse volume pode cair em torno de 300 mil a 600 mil unidades no período.

Atualmente, a Foxconn está em negociações com o governo brasileiro para iniciar a produção do iPad 2, nos próximos dois meses, no País, em uma unidade no interior de São Paulo.

(Fonte: Olhardigital)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia