Como restaurar o iPhone sem bagunçar seus aplicativos e pastas

Se você teve que restaurar alguma vez seu dispositivo iOS a partir de um backup do iTunes – caso, por exemplo, tenha feito um upgrade e adquirido um novo, ou se ele acabou de voltar do conserto – há uma boa chance de enfrentar um dos bugs mais chatos do sistema do iOS 4 e do player da Apple: a organização da tela inicial, feita com tanta paciência, desaparece.

A maioria dos aplicativos terceirizados não fica mais onde o usuário havia colocado, enquanto que poucas pastas continuam a existir, e, mesmos nas sobreviventes, o conteúdo original é alterado.

Esse bug pode ser causado porque, toda vez  que o usuário restaura o iPhone, iPod touch ou iPad através do iTunes, o player limpa todo o dispositivo, instala uma nova cópia do software iOS  e, por fim, restaura os conteúdos de mídia e as configurações a partir do backup.

Entretanto, o iTunes oferece dois tipos de recuperação. A primeira, descrita acima, é acessada ao clicar no botão Restaurar no ícone do dispositivo, a partir da tela inicial do iTunes.

restauracao01.jpg

O primeiro tipo de restauração faz um serviço de limpeza completo no aparelho

A outra é menos óbvia, e é alcançada ao clicar com o botão direito do mouse (ou Command+clique) no ícone do iPhone, localizado na barra lateral do player) e escolhendo a opção Restaurar do Backup. Assim que  a janela de diálogo aparecer, o programa irá restaurar somente os dados e configurações, e não o firmware do dispositivo.

O que o aviso não diz é que os aplicativos terceirizados também permanecem no iPhone. O truque, então, é fazer o primeiro tipo restauração, permitindo que o programa sincronize os aplicativos e, após isso, executar a outra restauração, que não atualiza o firmware, para que o iTunes cuide da organização dos Apps.

Para fazer isso, siga os passos abaixo:

1. Conecte seu dispositivo (iPhone, iPad ou iPod touch) ao computador, selecione-o na barra lateral e clique em Restaurar, localizado na página principal do iTunes (caso seja um aparelho novo, pule para a próxima instrução).

2. Quando for solicitado pela janela de Restaurar do Backup (que, a menos que seja um dispositivo novo, pode demorar da 10 a 15 minutos), escolha o backup mais recente e clique em Restaurar.

3. Aguarde até o processo terminar e deixe o aparelho começar a sincronização. Caso o usuário clique na aba de Aplicativos no iTunes enquanto a sincronização acontece, há grandes chances de ver todos os apps sendo jogados por diversas telas, saindo da formação original.

4. Uma vez que o iTunes tenha terminado a sincronização dos apps, você pode clicar no pequeno “X” no display LCD do player para que ele interrompa o processo e não sincronize músicas, filmes, e outros conteúdos. Desde que os aplicativos tenham sido sincronizados, esse processo pode continuar depois – e os outros conteúdos podem ser adicionados mais tarde.

5. Dê um Command+clique (ou clique com o botão direito) no ícone do aparelho, localizado na barra lateral do programa e escolha Restaurar do Backup.

restauracao02.jpg

O segundo tipo de restauração faz o mesmo que a primeira, mas sem atualizar o firmware do dispositivo

6. Na janela de diálogo, escolha o mesmo backup selecionado no passo 2; clique em Restaurar.

7. Espere até o processo terminar; caso tenha interrompido a sincronização anterior depois que os apps foram copiados, o iTunes irá reconhecer primeiro os aplicativos e, ao final, irá sincronizar os arquivos de mídia.

Depois disso, a tela do dispositivo estará da mesma forma como foi deixada no último backup. Se o usuário fez alguma alteração na tela inicial desde a última restauração, é preciso repetir essas ações, já que o iPhone, iPod touch ou iPad é restaurado exatamente de acordo com o último backup.

Vale lembrar, então, que o backup do dispositivo deve ser feito com frequência. Claro que essa dupla restauração pode ser chata, contudo, até a Apple corrigir o bug, é a única saída para não se perder entre os aplicativos, ou ter que passar um bom tempo organizando tudo novamente.

(Fonte: Macword/EUA)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia