Bill Gates pode financiar vacinas nacionais

Fiocruz e Instituto Butantan seriam destinos do aporte; mercado global de vacinas movimenta US$ 24 bilhões por ano

Bill Gates, fundador da Microsoft e hoje o maior financiador particular de iniciativas de saúde no mundo, negocia uma doação à Fiocruz e ao Instituto Butantã para transformar os institutos em uma base para a exportação de vacinas.

Gates confirmou ontem ao jornal O Estado de S. Paulo que mandou seus técnicos ao Brasil para debater a possibilidade. Ele espera do país a definição de quais vacinas ganhariam prioridade no processo.

O empresário convocou ontem os ministros de Saúde do mundo a lançar a “década da vacinação” e imunizar dez milhões de crianças até 2020. O mercado de vacinas no mundo chega a mais de US$ 24 bilhões por ano.

O Ministério da Saúde não esconde o entusiasmo com a possibilidade do investimento e confirmou que o primeiro contato entre Gates e o Brasil ocorreu em setembro passado, em Nova York. Na ocasião, ele se reuniu com o então chanceler Celso Amorim. O encontro foi seguido de uma missão enviada pelo americano à Fiocruz e ao Butantã. “Meu pessoal ficou muito impressionado com a qualidade do trabalho”, disse Gates.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que Gates “tem interesse forte na Fiocruz e no apoio à produção de vacinas, principalmente a pneumocócica, e em promover mecanismos de gestão que permitam baixar custos de vacinas”. O ministro não deu mais detalhes, mas afirmou que o próprio presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, vai aos EUA se reunir com a Fundação Bill e Melinda Gates.

Segundo Gates, a negociação depende do que o Brasil quer de suas instituições. “Não há nada fechado de concreto por enquanto. Estamos conversando”, explicou. “Queremos um acordo para permitir a exportação de vacina. Aguardamos uma decisão sobre qual vacina o País terá capacidade de produzir ao menor custo mundial.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

(Fonte: Info Exame)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia