Android domina mercado massacrando iOS e Windows Phone

O Android continua a crescer assustadoramente no mundo. Dados recentes das empresas de pesquisas IDC e Gartner mostram o sistema do Google bem à frente dos rivais.
De acordo com o IDC, no primeiro trimestre de 2012 foram vendidos 89,9 milhões de celulares com Android em todo o mundo (59% do total). No mesmo período do ano passado, haviam sido 36,7 milhões (36%). Nem é preciso fazer as contas para perceber que a quantidade de aparelhos comercializados mais do que dobrou. Segundo o Gartner, foram 81 milhões de smartphones (56%), contra 36,3 milhões em 2011 (36%). Os dados também indicam um pouco mais de 100% de crescimento entre um ano e outro.

Entre os concorrentes do Android, quem está melhor é a Apple, que também tem conseguido evoluir nesse mercado. Mesmo assim, a distância ainda é grande. Foram vendidos 35,1 milhões de celulares com iOS entre o início de janeiro e o fim de março deste ano (23% do total) contra 18,6 milhões no mesmo período de 2011 (18%), segundo o IDC. É também o dobro, mas o número ainda é inferior ao volume de smatphones com Android vendidos no início do ano passado. Pelo Gartner, foram 33,1 milhões no primeiro trimestre de 2012 (23%) contra 16,8 milhões no começo de 2011 (17%).

Já a Microsoft continua mal, muito mal. Apesar de aparelhos com Windows Phone já terem começado a ser vendidos na Europa quando as duas pesquisas foram feitas, os resultados não são favoráveis. Entre o começo de janeiro e o fim de março deste ano, as vendas de dispositivos com um sistema operacional da Microsoft (Windows Phone e Windows Mobile) somaram, pelo IDC, 3,3 milhões de unidades em todo o planeta (2,2%). Em 2011, foram 2,6 milhões (2,6%). No Gartner, a situação não é muito diferente. Foram 2,7 milhões de celulares no primeiro trimestre de 2012 (1,9%), contra 2,5 milhões no ano anterior (2,6%).

Outra que também está mal é a RIM. Tanto o IDC como o Gartner apontam uma queda na comercialização de aparelhos com BlackBerry OS, de cerca de 13 milhões para perto de 10 milhões, na comparação dos dois períodos. Já o Symbian está sumindo do mapa.

Os números da Microsoft podem melhorar no segundo trimestre, que incluirá as vendas da linha Lumia, da Nokia, nos Estados Unidos, no Brasil e em outros países. A dúvida é de quanto será esse aumento. O futuro da Nokia e da própria Microsoft nas plataformas móveis depende de bons resultados. Se eles, ficará cada vez mais nebuloso.

(Fonte: Info Exame)

Adicionar novo comentario


Todos os direitos reservados a Geektech Tecnologia